segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Tradições insanas !

A história humana é preenchida com inúmeros exemplos de crueldade e desumanidade, onde pessoas inocentes foram torturados até a morte ou foram submetidos a miséria e a dor só para agradar a seus deuses ou reis .Felizmente com o aumento do conhecimento a maioria tornaram-se práticas proibidas. Porém, algumas dessas práticas ainda são realizadas em alguns lugares do mundo, ainda que de modo não revelado. Fizemos uma lista das dez tradições obscuras e cruéis da humanidade.
1 - Viúvas da Índia:
As viúvas da Índia são rodeadas por uma gama de preconceitos e tradições. Sendo assim elas não conseguem trabalho e acabam tendo de viver nas chamadas Casas de Viúvas, que nada mais são que velhos prédios despencando, onde são obrigadas a viverem pelo resto da vida, uma vez que a absoluta maioria não é aceita dentro da família.
Para se submeter à “purificação” e serem “bem vistas” pela sociedade as viúvas precisam deixar qualquer tipo de contato com os prazeres da vida e viver em sofrimento.
Dentre as regras que deve seguir, estão:
  • dormir no chão;
  • repetir canções e orações durante 6 horas diárias;
  • não comer frituras (consideradas alimentos quentes que induzem ao sexo);
  • mendigar à beira do rio Ganges (onde se calcula que existam milhares delas).
Fatos Obscuros5
2 - Sacrifício Humano:
É o ato em que os seres humanos são sacrificados para agradar os deuses, de várias maneiras, tais como a decapitação ,enterrando vivo, ou pela queima. Pode ser uma criança pequena ou uma virgem. A maioria das religiões condena esta prática e consideram o sacrifício humano como um crime. Porém no decorrer da história inúmeras pessoas morreram por atos hostis como esse.
Fatos Obscuros
3 - Tibetano enterro do céu:
O Tibete é uma residência sagrada para os budistas, o Tibete está localizado em uma montanha e quase todo seu território fica coberto de neve. Ali, quando um homem é morto, os moradores cortam o corpo do homem morto em pedaços e, em seguida, o cadáver é deixado para as aves. De acordo com as tradições Tibetanas , isso proporciona um ensino de instrução sobre o fato de que não há mais nada que o corpo possa fazer ou serventia que venha a ter depois de morto.
Fatos Obscuros1
4 - Seppuku:
É também conhecido como "Harakiri" (corte da barriga). Esta prática japonesa foi realizada por soldados japoneses como a prova da sua lealdade. O samurai vestia uma túnica branca ou um vestido cerimonial e era alimentado com a sua comida favorita. Então, ele tinha que sentar na frente dos espectadores e escrever um poema de morte. Depois o seu parceiro escolhido lhe entregava a espada coberto por um pano branco. O samurai gentilmente abria o roupão dele e pegava a espada e, em seguida, cortava seu abdômen da esquerda para a direita. Não bastasse a dor imensurável, o Samurai não devia chorar durante a prática, pois era considerado vergonhoso.
Fatos Obscuros2
5 - Múmia de sacerdotes:
Trata-se de uma tradição comumente conhecida como prática Sokushinbutsu. Era realizada principalmente no Japão. A tradição consistia em uma espécie de suicídio a longo prazo. Isso por que havia um tempo de "preparação, onde o sacerdote só deveria comer nozes e sementes por três anos. Depois o sacerdote tem de comer cascas e raízes por mais três anos, e só depois disso ele tomará um chá venenoso que causará sua morte.O tal chá causa vômitos e perda de fluidos corporais. Depois de algum tempo após sua morte, os monges companheiros trancam-no numa pedra tumular e o sacerdote torna-se gradualmente uma múmia.
Fatos Obscuros3
6 - Duelos:
Os duelos eram praticados pelas comunidades ocidentais durante os séculos XV a XX. Esta tradição era praticada principalmente pelos cowboys. Os dois indivíduos recebiam as armas combinadas (pistolas de duelo), e eles tinham que lutar de acordo com as regras do jogo por eles estabelecidas. Por exemplo, no duelo entre dois cowboys, cada um deveria portar o mesmo tipo de arma. Quem fosse mais rápido no gatilho era o vencedor. Foi considerado como o emblema da honra.
Fatos Obscuros6
7 - Eunucos:
Basicamente se refere a um homem ou uma mulher cuja órgãos sexuais foram removidos. Essa prática de castração era comumente realizada nos(as) empregados(as) domésticas ou alguns funcionários específicos, muitas vezes religiosos. Usualmente os funcionários que faziam a segurança da rainha e princesa eram eunucos. Esta prática também foi realizado em cantores na puberdade e os cantores foram chamados cantores Castrato. Isso fazia com que a sua voz permanecesse aguda ao longo dos anos. Será que fizeram isso com o Axl Rose?
Fatos Obscuros7
8 - Foot Binding
É uma famosa tradição chinesa, na qual os pés da mulher ficam amarrados, o que impede o crescimento dos seus pés. Essa tradição começou na China durante o dinastia Tang e se espalhou em grande velocidade durante Dinastia Ming. No entanto, foi proibida depois da revolução do Sun Yat Sen em 1911. As meninas tinham os seus pés amarrados bem apertados. Era comum essa prática ter início aos 6 anos ou antes. Quanto menor o pé, mais status tinha a menina.
Fatos Obscuros8
9 - Gueixa:
Gueixa é uma palavra japonesa que significa "pessoa da arte", as gueixas eram muito comuns no Japão durante o século 18 e 19 e ainda há um grande número delas. As Gueixas estudam a tradição milenar da arte da sedução, dança e canto, e se caracterizam distintamente pelos trajes e maquiagem tradicionais. Contrário ao que muitos pensam, as gueixas não são um equivalente oriental da prostituta. Elas não trabalham com sexo. Podem chegar a flertar, mas seus clientes sabem que não irão passar disso. As gueixas foram muitas vezes tratadas como Imóvel. Onde frequentemente meninas de famílias pobres eram compradas para trabalharem como empregadas domésticas, servir e entreter os visitantes. As pessoas pobres vendiam suas filhas às casas de chá hanamachi. Alguns homens ricos, chamados danna (patronos) pagavam muito dinheiro para adquirir a atenção pessoal de uma gueixa. As gueixas não podiam mais casar-se, portanto elas podiam ter um danna (patrão) para pagar para as suas despesas. O treinamento de Gueixa começava bem cedo, geralmente por volta dos 6 anos de idade.
gueixa
10 - Concubinato:
Um relacionamento contínuo, mas não necessariamente sexual, entre homem e mulher. Geralmente extraconjugal e paralelo ao casamento. Muitas concubinas chegavam a até mesmo terem filhos, porém nem assim ganhavam reconhecimento social. Uma prática menos “sinistra” que as anteriores, mas bem desagradável aos olhos das mulheres.
infidelidade

Postar um comentário

COMENTE!!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...