segunda-feira, 1 de novembro de 2010

A Dixie Elixirs vende seus produtos somente para pessoas com receita; a prescrição da maconha para tratamentos médicos é uma prática legalizada em 14 estados americanos.

O objetivo dos fabricantes é fornecer os efeitos associados ao uso da planta sem a necessidade de se fumar. Segundo a empresa, o principal objetivo é permitir que os pacientes usufruam sem o estigma geralmente associado a quem fuma maconha – ou, como informa o próprio site, a bebida permite “apreciar com discrição” e é “conveniente, discreta e potente”.

O refrigerante está disponível em oito sabores: limonada, chá doce, limonada rosa, morango, laranja, uva, cerveja e melancia com hortelã (esta última uma dose mais forte, potente, da planta).

A erva usada é orgânica, majoritariamente Cannabis Sativa, e cultivada no Colorado.
A empresa avisa que a bebida pode ser usada sozinha ou associada a outros tratamentos médicos da maconha. Segundo o site, o processo de carbonação do refrigerante (quando o dióxido de carbono é dissolvido) traria um alívio mais rápido ao paciente.

A bebida vem em garrafas recicláveis e só poderá ser vendida mediante apresentação da receita. Estima-se que, nos Estados Unidos, meio milhão de pessoas possuam aval médico para consumir maconha.

No mês que vem, no entanto, a situação pode mudar. É que a Califórnia realiza em novembro um plebiscito para decidir se irá ou não legalizar a comercialização e uso da planta para fins não medicinais (a chamada maconha recreativa). Caso seja aprovada, a liberação permitiria que todo o estado consumisse o Dixie Elixirs sem receita.

Refrigerante de maconha vendido com receita
Pesquisadores encontraram no Rio Grande do Sul um fóssil quase completo de super-predador que viveu há 238 milhões de anos.
O tecodonte prestosuchus chiniquensis possuía aproximadamente sete metros de comprimento, pesava 900 quilos e pertence ao grupo considerado ancestral dos dinossauros e aves.
A descoberta é importante pois trata-se do maior e mais bem conservado esqueleto já encontrado. Com o fóssil recuperado no município de Dona Francisca, a cerca de 260 quilômetros de Porto Alegre, será possível confirmar se diversas outras partes já achadas pertencem a indivíduos desta espécie.
Sérgio Cabreira, da ULBRA (Universidade Luterana do Brasil) Canoas, e Lúcio Roberto da Silva, da ULBRA Cachoeira, encontraram o fóssil há cerca de um mês, graças às chuvas que expuseram parte do material. Ele foi apresentado hoje á imprensa.
Por: Paula Rothman, de INFO Online

Achado no Brasil fóssil de 238 mi anos
 
copiei de iplay
Postar um comentário

COMENTE!!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...