quinta-feira, 1 de outubro de 2009

NO MÍNIMO CURIOSO...

Natascha Kampusch, depois de ter sido raptada e violada durante 8 anos, volta ao local dos horrores regularmente para o arrumar.

Natascha Kampusch nasceu no dia 17 de Fevereiro de 1988 na Áustria, e tem hoje 21 anos.

No dia 2 de Março de 1998, Natascha, com 10 anos, saiu de sua casa para ir à escola e não mais voltou.

Natascha Kampusch com 8 anos, idade em que foi raptada

Natascha Kampusch com 8 anos.

Iniciou-se uma vasta acção de buscas para encontrar a criança mas nada se encontrou. Levantou-se a hipótese que o desaparecimento teria a ver com discussões com a mãe. Surgiram, no entanto, testemunhas que tinham visto Natascha entrar num ocarro.

Cartazes em busca de Natascha foram colocados por todas as cidades

Cartazes em busca de Natascha foram colocados por todas as cidades

Depois surgiram acusações sobre a família da menina. Acusar é fácil, claro. Mas a polícia federal austríaca nunca encontrou nenhuma prova.

Natascha Kampusch permaneceu desaparecida durante 8 longos anos e foi dada como desaparecida, quase que definitivamente.

Só que a história não tinha terminado, pois Natascha tinha sido raptada e violada por um pedófilo, tendo-a sempre mantido em cativeiro, saindo com ela muito ocasionalmente.

Foi então no dia 23 de Agosto de 2006, que Natascha, aproveitando-se de um momento de distracção do sequestrador, conseguiu fugir.

Natascha na altura em que saiu do cativeiro

Na sua fuga, pediu ajuda a uma mulher, que informou logo as autoridades. Mal o raptor soube que a polícia o estava procurando, Wolfgang Priklopil, decidiu cometer o suicídio. Mandou-se então para a linha de um combóio nos subúrbios de Viena, acabando mesmo por se matar , quando tinha 44 anos de idade.

Priklopil Wolfgang, o homem que raptou Natascha e a manteve 8 anos escondida

Priklopil Wolfgang, o homem que raptou Natascha e a manteve 8 anos escondida

Natascha recebeu depois acompanhamento psicológicos, tendo sempre mostrado fortes sinais de simpatia e até afecto pelo seu sequestrador, Priklopil Wolfgang, tendo sido diagnosticada com o conhecido e já muito estudado Síndrome de Estocolmo.

A casa dos horrores, que pertencia à mãe do raptor, acabou sendo comprada por Natascha para ir lá nos fins de semana, evitando também que fosse usada por pessoas menos próprias, segundo justificou.

Casa onde Natascha foi presa e onde aconteceram os abusos

Casa onde Natascha foi presa e onde aconteceram os abusos

Agora, e após quase 3 anos dos horrores de violações e abusos, Natascha volta regularmente para arrumar a casa e para comprar, inclusivamente, novas cadeiras, candeeiros, como se estivesse a arranjar de novo a casa.

Natascha utiliza-a para relaxar, descansando até no sotão à prova de som onde ocorreram os abusos.

Quando o violador se matou, ela acusou a polícia de lhe terem roubado a vida, andando agora com uma foto sua na sua carteira.

Natascha Kampusch

Natascha Kampusch

Estuda neste momento de forma a recuperar os anos que perdeu de educação. Na casa, um vizinho disse:

“Ela está sempre ocupada limpando e arrumando: as janelas, o carro, os móveis. Está sempre muito ocupada.”

Segundo Michael Thiel,um psicólogo,

“Estando na casa, arrumando e movendo as coisas à sua volta, comprando cadeiras, ela está insconscientemente a dizer ao seu raptor: ‘Tu não tens controle sobre mim nunca mais.’

‘Olha, eu estou arrumando a TUA casa da forma que eu quero.’

Desta forma, ela está a ultrapassar o seu passado.”

fonte noticias bizarras
Postar um comentário

COMENTE!!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...