sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Ovo com pato fecundado AUMENTA A POTÊNCIA SEXUAL!!! COMIDAS EXÔTICAS PELO MUNDO!

Ovo com pato fecundado para ficar com barraca armada

O Balut é bastante apreciado nas Filipinas e no Vietnã

Thiago Varella, do R7
Este ovinho nojento é o Viagra dos vietnamitas

O ovo sempre esteve muito ligado à virilidade – e tem os que dizem que macho que é macho come ovo, de preferência cru. Você conhece o afrodisíaco brasileiro feito de Caracu, uma cerveja preta e forte, e ovo.

Nas Filipinas e no Vietnã, os homens também comem ovo para substituir o Viagra. Só que com uma diferença: em vez de estar cru, o alimento é cozido, com um pato fecundado dentro. Chama-se ovo balut.

Com 17 dias, o ovo com o feto de pato está perfeito para o consumo. É só colocar um pouco de sal, um limãozinho, pimenta e botar pra dentro. Uma cerveja é um ótimo acompanhamento.

Os baluts são vendidos em barraquinhas nas ruas das Filipinas e do Vietnã. É como se fosse o cachorro-quente deles, um lanchinho da tarde ou no fim de noite.

Como muitos vietnamitas vivem nos Estados Unidos, a cultura do consumo dos ovos com fetos já foi exportada para lá. Não é difícil encontrar os baluts nos bairros orientais de grandes cidades norte-americanas. Concorre até com o Viagra.

Moradores de Palau dão uma de Ozzy e comem sopa de morcego

O prato é preparado com três morcegos, cebola, cebolinha, creme de coco ou molho de soja e água

Thiago Varella, do R7
Olha só a carinha do bichinho, no prato, pronto para ser devorado

Em 1982, o cantor Ozzy Osbourne chocou o mundo, ao morder a cabeça de um morcego no palco, durante um show. Várias doses de vacina antirrábica depois, o maluco ex-vocalista do Black Sabbath disse que pensou que o bichinho era de brinquedo e descreveu o gosto da iguaria: “Era meio quente e crocante, tipo um McDonald's”.

Pois em Palau, um minúsculo país com pouco mais de 20 mil habitantes, no meio do Pacífico, os habitantes, que nada têm a ver com o heavy metal de Ozzy, adoram comer morcegos.

Um dos pratos típicos dos palauanos é sopa de morcegos. A receita inclui um tipo desse mamífero voador esquisitão encontrado nas florestas da ilha. O animalzinho come frutas selvagens e flores, e vivem de cabeça para baixo nas árvores.

Antigamente, era mais fácil encontrar o bicho. Mas, como a iguaria sempre foi muito apreciada no país, o morcego de Palau passou a ser mais raro. Hoje, somente poucos restaurantes na ilha servem a sopa.

A sopa geralmente satisfaz quatro pessoas e é preparada como três morcegos, cebola, cebolinha, creme de coco ou molho de soja e água.

Além de Ozzy Osbourne e dos palauanos, os morcegos também são apreciados entre os cambojanos, também cozinhados em uma sopa.

No Sudeste Asiático, os habitantes acreditam no poder de cura do morcego. O sangue na sopa seria bom para sarar males respiratórios. Já o olho do bicho teria o poder de curar qualquer mal ocular. Ficou de olho gordo agora?

Queijo bichado com larvas alegra italianos

Casu marzu é o queijo favorito do pessoal da Sardenha

Thiago Varella, do R7
Você comeria este queijo podre com ou sem larva?

Na Sardenha, ilha italiana no Mar Mediterrâneo, os habitantes, como italianos típicos, gostam de um bom queijo nas refeições. O favorito deles é o casu marzu, ou traduzido do dialeto sardo, queijo podre.

O queijo é feito com leite de ovelha. Até aí, tudo bem. Mas a fama da iguaria vem das larvas vivas de mosca utilizadas na sua maturação. Isso mesmo, o casu marzu é um queijo, literalmente, bichado.

O sabor especial do alimento é dado pela ação digestiva das larvas, colocadas no casu marzu para alcançar um nível avançado de fermentação. Por causa disso, o queijo é extremamente macio.

Os vermes, uma larva da mosca Piophila casei, são brancos, com 8 mm de comprimento. Geralmente, os apreciadores do casu marzu tiram os bichinhos para comer. Alguns, mais corajosos, atacam o queijo com bicho e tudo.

A larva deve ser consumida viva. Se estiver morta, o queijo é considerado tóxico e impróprio para o consumo. Detalhe: para comer o casu marzu com os vermes, deve-se tomar cuidado para que o bicho não atinja os olhos e outras partes do corpo, já que ele pode pular até 15 cm.

Além de meio nojento, o consumo do casu marzu é um pouco perigoso.

Várias pessoas já foram intoxicadas com o queijo, já que a larva é extremamente resistente ao ácido estomacal. Por isso, o governo italiano e a União Europeia proibiram a venda do casu marzu. Para comer os vermes é necessário recorrer aos traficantes de queijo da Sardenha.

Peixe podre põe voos em risco na Europa

Antes de experimentar o surströmming é necessário aguentar o cheiro

Thiago Varella, do R7
A latinha até que é bonita, mas o contéúdo...

Os suecos, aquele povo que mora em um país gelado cheio de loiras, estão longe de figurar na lista negra dos terroristas. No entanto, um de seus principais produtos é tão aterrorizante para as companhias aéreas quanto bombas ou objetos cortantes. Trata-se do surströmming, o arenque fermentado, prato nacional da Suécia.

As latas do produto são tão pressurizadas que podem simplesmente explodir em pleno voo. O medo é tamanho que a British Airways e a Air France já disseram que não decolam se encontrarem uma latinha de surströmming dentro de uma de suas aeronaves. Isso obrigou o Aeroporto Internacional de Estocolmo a banir a venda do produto.

Mas o fato de se transformar em uma bomba não é a única peculiaridade da iguaria. O negócio é fedido que só. Todo mundo fica se olhando com aquela cara de "não fui eu" quando alguém abre uma latinha. Segundo uma matéria da BBC, o surströmming tem cheiro de "lixo deixado no sol por muitos dias".

Se o cheiro é assim, imagina o gosto. Segundo os detratores da iguaria, o surströmming tem gosto de peixe podre. Até porque, o surströmming é um peixe podre.

Já os fãs do arenque fermentado dizem que é bobagem. Que a comida é para viking macho. E que o gosto é apenas um charme do produto.

Quanto ao fator explosivo, a Academia Sueca de Surströmming afirma que não passa de mito. A explosão deve acontecer apenas no estômago de quem se aventura a comer.

Vinho de cobra é usado como biotônico no Vietnã

A tal bebida tem o efeito potencializado por serpentes venenosas

Thiago Varella, do R7

No Vietnã, você pode comer degustando um “delicioso” vinho de cobra. A bebida, na verdade, é um vinho de arroz colocado em um recipiente com uma cobra peçonhenta morta. Quanto mais venenoso for o bicho melhor. A Naja, que seria um animal abençoado por Buda, é a serpente mais procurada.

Para os vietnamitas, o vinho de cobra tem poderes de cura. Quase tudo sara com o líquido milagroso. Se fosse brasileiro, seria vendido por um daqueles tiozinhos que falam rápido e negociam pomadas salvadoras na Praça da Sé, em São Paulo.

O biotônico do Vietnã é vendido por cerca de R$ 20. A maioria dos restaurantes oferece o aperitivo.

Agora, se você quiser outro líquido milagroso, ainda mais poderoso que o vinho, vai ter de pedir por sangue de cobra. Isso mesmo: os vietnamitas bebem o sangue do animal para tratar os mais diversos males. Alguns locais matam a cobra na hora, mostram o pau e ainda tirar o sangue fresquinho para o cliente.

Café defecado por bichinho indonésio é o mais caro do mundo

Só sendo muito rico para beber o Kopi Luwak

Thiago Varella, do R7
Topas um cafezinho desses depois do almoço?

Depois da refeição, o ritual mais tradicional dos brasileiros é tomar café. Apesar da qualidade e tradição do pó negro produzido no Brasil, o melhor café do mundo vem da Indonésia.

O Kopi Luwak pode custar até US$ 1.200 o quilo. O sabor, dizem os especialistas, é incomparável.

No entanto, o que dá qualidade e fama ao café indonésio é a forma como é colhido. O Kopi Luwak, na verdade, é um grão de café que passa pelo sistema digestivo do civeta – um animal primo do gambá – antes de ser achado no chão.

Trocando em miúdos: o Kopi Luwak é comido e cagado por um bichinho feio e é colhido no chão junto com o cocô do tal civeta.

Para resumir tudo em uma frase, os milionários pagam fortunas por um café defecado. A natureza adora pregar peças nos mais ricos.

FONTE R7

Postar um comentário

COMENTE!!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...