quarta-feira, 19 de maio de 2010

AS 10 MAIORES ASSASSINAS DO MUNDO!

Para montar este ranking chocante, levei em conta o total de assassinatos e o absurdo das mortes: envenenamentos em serie, picadinho de familiares, asfixia de filhos... Socorro!
As mulheres fatais deste TOP 10 fazem qualquer marmanjo morrer de medo!

1- ELIZABETH BATHORY



Época em que atuou: Entre 1600 e 1611, na Hungria
Quantos matou: Entre 40 e 600
O que fez: A rainha das serial killers era uma condessa húngara muito louca. Interessada por magia negra, Elizabeth acreditava que conseguiria continuar jovem para sempre - desde que tomasse banho em sangue humano! Para o "tratamento rejuvenescedor", ela ordenava o rapto de garotas dos vilarejos próximos ao seu castelo. Depois, torturava, assassinava e usava o sangue das vítimas
Que fim levou: Por pertencer à nobreza, Elizabeth nunca foi acusada formalmente de qualquer crime. Mas o rei da Hungria Mathias II ordenou que ela ficasse presa na torre de seu próprio castelo, onde morreu em 1614 de causas naturais



2- MARY ANN COTTON

Época em que atuou: Entre 1852 e 1872, na Inglaterra
Quantos matou: Entre 15 e 21
O que fez: Ainda jovem, ficou grávida de um ferroviário e casou-se com ele. As suspeitas começaram quando o marido e alguns de seus filhos morreram por complicações gástricas. Depois, o segundo marido e mais dois filhos dele foram pro céu com sintomas parecidos. A mesma coisa aconteceu com um terceiro marido e outros parentes...
Que fim levou: A polícia concluiu que Mary Ann matava suas vítimas envenenando-as com arsênico e ficava com o seguro deixado pelos maridos mortos, eliminando possíveis herdeiros rivais. Foi enforcada em 24 de março de 1873


3- MARYBETH TINNING

Época em que atuou: Entre 1972 e 1985, nos Estados Unidos
Quantos matou: 9 ou mais
O que fez: Mesmo com saúde normal, seus nove filhos tiveram de ser hospitalizados às pressas e acabaram morrendo. A princípio, os médicos acreditaram tratar-se de alguma doença genética herdada da mãe. Mas a explicação furou em 1981, com a morte de um menino de 2 anos de idade adotado por Marybeth. Num inquérito policial, ela confessou ter sufocado três de seus bebês ainda no berço
Que fim levou: Condenada em 1987, cumpre pena numa prisão em Nova York. Em 2007, um juiz irá decidir se ela terá direito à liberdade condicional


4- MARIE NOE

*Entre 1949 e 1968,Marie Noe teve 10 filhos mortos de forma misteriosa.A investigação inicial durou 20 anos e não esclaraceu nada.Em 1998 foi reaberto o caso,e Marie confessou ter assasinado oito filhos-todos com idade entre 2 semanas e 14 meses.

*Marie alega ter sofrido danos cerebrais na infância ao participar de testes com medicamentos contra escarlatina-doença infecciosa comum em criança.Sua dificuldade de aprendizado,relacionada á leitura,também foi usada como argumento da defesa durante o julgamento.

*O marido de Marie,Arthur Noe,ainda vive na casa em que aconteçeu,na cidade na Filadélfia.O marido admitiu que o casal tinha problemas com alccolismo e até hoje defende a inocência da Esposa.

*Em 1998,um sargento e dois detetives reabriram o caso e foram auxiliados pelo policial aposentado Joe McGillen,participante da investigação inícial.Durante o interrogatório,que durou 11 horas,Noe descreveu como sufocou seus três primeiros filhos com um travesseiro.

*Patologistas envolvidos com o caso no passadado revisaram cerca de 50 anos de informações sobre a família Noe.Que descartou a possibilidade de doença pisicológica.

*Suspeita de Síndrome da Morte Súbita Infantil(SMSI) tivesse acometido as investigaçoês.Apelidada de ''Morte do berço''a SMSI se caracteriza pelo óbito inexplicável de bebês aparentimente sadios,com idade entra 1 mês e 1 ano de vida.

*A justiça estipulou Marie servisse como fonte viva de pesquisa médicas.Suspeita-se que ela tenha síndrome de Münchhausen-por ferir outras pessoas a fim de chamar atenção-ou desordem dissociativa de indentidade-perda ou interrupção de memória,consciência ou indentidade.

Marie pagou fiança e foi liberada para cumprir a pena de 20 anos em seu lar.

Tabela das Crianças Mortas:

Richard (Março 7, 1949–Abril 7, 1949)

Elizabeth(Setembro 8, 1950–Fevereiro 17, 1951)

Jacqueline (Abril 23, 1952–Maio 3, 1952)

Arthur Jr. (Abril 23, 1955–Abril 28, 1955)

Constance (Fevereiro 24, 1958–Março 20, 1958)

Letitia (natimorto, agosto 24, 1959; a causa de morte era nó do cabo de cordão umbilical)

Mary Lee (junho 19, 1962-Janeiro 4, 1963)

Theresa (morta no hospital, junho 1963; a causa de morte era " diathesis" hemorrágico congenital)

Catherine (Dezembro 3, 1964–Fevereiro 24, 1966)

Arthur Joseph (Julho 28, 1967–Janeiro 2, 1968)


5- GENENE JONES

Época em que atuou: Entre 1981 e 1983, nos Estados Unidos
Quantos matou: 50 ou mais
O que fez: Contratada como enfermeira por um hospital do Texas, foi acusada de aplicar injeções com medicamentos letais. Por causa disso, mais de 50 bebês, crianças e idosos teriam ido estudar a geologia dos campos santos. Mas provas decisivas da maioria das mortes nunca foram apresentadas
Que fim levou: Foi condenada em 1984 por dois assassinatos que puderam ser comprovados. Suas penas somam 159 anos de prisão e ela segue presa até pelo menos 2009, quando terá direito a pedir liberdade condicional


6- BELLE GUNNESS

Época em que atuou: Entre 1900 e 1908, nos Estados Unidos
Quantos matou: Mais de 40
O que fez: Belle levava uma vida sossegada, não fosse por algumas coincidências: seu primeiro marido morreu subitamente. O segundo marido também foi pro saco, junto com o bebê que ele trouxera do outro casamento. Também rolaram mais umas 40 mortes estranhas: amantes, filhos, uma sogra... Em 1908, ela sumiu, depois de um incêndio em sua fazenda
Que fim levou: Investigações indicam que Belle envenenou vários familiares e amigos. Mas até hoje é um mistério se ela morreu no incêndio de 1908 ou se conseguiu escapar...


7- ROSEMARY WEST

Época em que atuou: Entre 1977 e 1987, na Inglaterra
Quantos matou: Pelo menos 10
O que fez: Estuprada na adolescência, Rosemary começou sua carreira de serial killer depois de juntar os trapinhos com o marido Fred West. Por dez anos, o casal atraía para sua casa garotas desabrigadas. As meninas eram torturadas, violentadas e, depois de mortas, tinham o corpo desmembrado. Após a prisão do casal, a polícia encontrou na casa o cadáver de uma de suas filhas e os restos de outras nove mulheres
Que fim levou: Condenada à prisão perpétua em 1995 por dez mortes, cumpre pena até hoje




8- AILEEN CAROL WUORNOS

Época em que atuou: Entre 1989 e 1990, nos Estados Unidos
Quantos matou: Provavelmente 7
O que fez: Teve uma infância de dar dó: era filha de um homem acusado de pedofilia, foi abandonada ainda criança pela mãe e criada por avós maternos que a espancavam. Para piorar, Aileen teria sido estuprada na adolescência - ela acusou o próprio avô. Depois, envolveu-se com uma amante lésbica e virou prostituta, matando pelo menos seis clientes num período de alguns meses
Que fim levou: Condenada à morte, foi executada em 2002. Sua história inspirou o filme Monster - Desejo Assassino (2004)




9- JANE TOPPAN

Época em que atuou: Entre 1880 e 1901, nos Estados Unidos
Quantos matou: Pelo menos 31
O que fez: O mundo de Jane caiu quando o noivo tascou-lhe um pé na bunda. Rejeitada, a moça tentou o suicídio. Sobreviveu e virou enfermeira particular, ostentando uma extensa lista de pacientes com mortes misteriosas. Em 1901, a polícia descobriu que ela aplicava em segredo doses letais de morfina em seus clientes
Que fim levou: Jane confessou 31 assassinatos e disse que queria tornar-se a maior assassina da história. Foi considerada louca e internada num asilo, onde morreu aos 84 anos



10- NANCY HAZLE DOSS

Época em que atuou: De 1927 a 1953, nos Estados Unidos
Quantos matou: Pelo menos 4
O que fez: Seu pai a forçava a cortar lenha aos 5 anos de idade e a obrigou a casar com um rapaz que mal conhecia. Em 1927, duas das quatro filhas do casal morreram - supostamente, por intoxicação alimentar. Nancy se separou e voltou a casar mais quatro vezes, mas todos os maridos tiveram morte suspeita. Em 1945, um neto morreu sob seus cuidados. O mesmo aconteceu com uma sogra anos depois
Que fim levou: Admitiu o assassinato de quatro maridos e foi condenada à prisão perpétua em maio de 1955. Morreu de leucemia na cadeia em 1965.

Postar um comentário

COMENTE!!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...