quinta-feira, 20 de maio de 2010

Serial Killer bem amado .....


Filho de mãe solteira, que cresceu achando que os avós maternos eram seus pais e que sua mãe biológica Eleanor, era sua irmã, Ted Bundy era um garoto aparentemente saudável e que tinha um futuro brilhante pela frente, mesmo com as complicações que havia em sua família.




Uma amiga disse que ele era gato... ¬¬
Depois de mais velho, formou-se em psicologia e direito, era aliado ao partido republicano, parecia ser uma boa pessoa, aquele que qualquer pai queria ver namorando sua filha… se ele não fosse Serial Killer.

Foram vários crimes cometidos entre 1973 a 1978, que chocaram pela sua gravidade: vaginas perfuradas por cano de metal, mamilos arrancados por mordidas e corpos esquartejados. Bundy que confessou ter matado 28 mulheres, as abordava pedindo ajuda para carregar livros ou compras até o seu fusca.

Suas vítimas eram sempre universitárias brancas, magras, bonitas, solteiras e de cabelos repartidos ao meio. Em 1974 seu retrato falado foi ao ar num telejornal, a amiga de uma ex reconheceu-o e foi depor na polícia de Seattle. Mas como o Ted era branco e instruído, o comissário engavetou o depoimento.

Até que em 1975 foi preso quando foi parado por um patrulheiro que encontrou máscaras de esqui, algemas e furador de gelo em seu carro e ferramentas para roubar casas. Foi preso mas escapou da prisão pulando a janela da biblioteca e em outra vez que foi preso em 1977 fez um rigoroso regime para percorrer um duto de ventilação.

Em 1978 promoveu um massacre deixando duas vítimas, um a delas com um spray para cabelo na vagina e deixou duas mulheres gravemente feridas por todo o corpo. Até que em 31 de junho de 1978 foi capturado, ele era advogado de si mesmo e conseguiu adiar a sua morte por um ano até que foi condenado a cadeira elétrica.
Postar um comentário

COMENTE!!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...