sábado, 3 de julho de 2010

Bebes são taoooo cute cuteees....

Quem ve alguns desses bichos quase não se lembra que muitos deles quando crescem podem ser verdadeiras feras, mas enquanto bebes sao taoooo cute cuteeess confira a lista dos bixos mais fofinhos que cabem na palma de sua mão:



PORCO-ESPINHO:
Não, não são nuggets de frango com alguma cobertura diferente (ou mofada) – são bebês porco-espinho! As mães podem dar a luz a 4 ou 6 filhotes por vez e, depois, deve cuidar deles com muita atenção para que o próprio “pai” das crianças não ache que elas são o jantar. Quando nascem eles são cegos e ficam vulneráveis, também, porque não possuem espinhos. Os espinhos, no entanto, nascem nas primeiras horas de vida.
CACATUA:
Os filhotes de cacatua são especialmente vulneráveis porque nascem sem sistema imunológico, então eles morrem de causas naturais muito facilmente.
MORCEGOS:
Quem nunca viu um filhote de morcego de perto pode ficar espantado de eles aparecerem nessa lista. Mas quem já viu sabe que há espécies que parecem miniaturas de cachorros com asas. Assim que nasce e durante três semanas o morceguinho é alimentado pela sua mãe. Depois desse período, ele deve aprender a voar e a se alimentar sozinho.
LÊMURE:
A ligação entre a lêmure mãe e sua cria é especialmente forte. Apesar de não serem marsupiais, os lêmures “se abraçam” na barriga de suas mães para ficarem mais quentinhos.
TARTARUGAS:
Nas fotos, elas estão apenas começando uma vida que pode ser bem maior do que a nossa. Elas comem minhocas, pequenos peixes, algumas verduras, frutas e, para seu desenvolvimento, a água precisa estar na temperatura correta.
SAPOS:
Diferente dos filhotes de rãs, os filhotes de sapo não são visados por predadores e, por isso, têm mais facilidade de chegarem à próxima fase de seu desenvolvimento. Assim que passam da fase de girinos para a fase da foto, no entanto, eles viram um grande aperitivo para sapos mais velhos.
SALAMANDRAS:
As salamandras-mãe normalmente botam os ovos em uma parte rasa e calma de lagos ou rios durante a primeira noite chuvosa da primavera. Os filhotes possuem guelras durante as primeiras semanas de vida, para que consigam sobreviver mais facilmente na água.
ESQUILOS:
Assim que nascem eles não têm pêlos, não conseguem abrir os olhos e suas orelhas estão inteiras grudadas na cabeça (elas nãos ficam voltada para fora, como nos adultos). A sua pele é tão fina que seus órgãos são visíveis. Mas, após alguns dias, eles evoluem para a fase da foto.
LAGARTOS:
Apesar do seu tamanho mínimo, bebês lagartos podem atrair muitos parasitas. Se você pensa em criar um filhotinho desses em cativeiro o seu aquário/gaiola deve ser limpo pelo menos duas vezes por dia. Além disso, o mito de que répteis não curtem contato físico está detonado em relação a esses filhotes. O contato físico com o dono é encorajado para que, quando adulto, ele esteja acostumado. Além disso, passa uma sensação de segurança para o bichinho.
GATOS:
Obviamente, eles não precisariam estar nessa lista para você saber que suas crias são muito fofas. Mas simplesmente não pudemos deixar de incluí-los. Eles nascem em ninhadas de, normalmente, 2 a 5 gatinhos e não conseguem fazer muita coisa nas primeiras semanas de vida. A mãe precisa até mesmo estimular a excreção dos filhotes. Mas depois de algumas semanas eles já estão saltitando pela casa, curiosos e brincalhões.

Postar um comentário

COMENTE!!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...