sexta-feira, 1 de outubro de 2010

As Construções Mais Caras do Mundo


. Porta-Aviões CVN-78 Class (Custo: US $ 8,1 bilhões)


  • País : Estados Unidos

  • Ano de conclusão: 2015 (esperado)

  • Custo: US $ 8,1 bilhões


  • Os porta-aviões CVN-78-class (ou Ford-class) são uma classe prevista de “superporta-aviões” para a Marinha dos Estados Unidos, destinada a substituir a atual portadores de classe Nimitz. As novas embarcações vão usar um design de casco muito semelhante às transportadoras Nimitz, mas muitos aspectos do projeto, serão diferentes, implementando novas tecnologias desenvolvidas desde a concepção inicial da classe anterior (como a aeronave eletromagnética Launch System), bem como o projeto de outros recursos destinados a melhorar a eficiência e custos de funcionamento, incluindo a obrigatoriedade da tripulação reduzida. O primeiro casco da linha será chamado Gerald R. Ford, e terá o número do casco CVN-78.

    4. Projeto James Bay ( Custo: US$ 13,8 Bilhões)


  • País: Canadá

  • Ano de conclusão: 1972

  • Custo: 13,8 bilhões


  • Projeto James Bay refere-se a construção feita pela estatal Hydro-Québec de uma série de usinas hidrelétricas no rio La Grande em Quebec, noroeste do Canadá, e do desvio de rios vizinhos na bacia La Grande. Ele está localizado entre James Bay, a oeste e Labrador para o leste e suas águas correm do planalto Laurentian do Escudo Canadense. O projecto abrange uma área do tamanho do Estado de Nova York e é um dos maiores sistemas hidrelétricos do mundo. O projeto teve o custo acima de US $ 13 bilhões para se construir e tem uma capacidade instalada de geração de 16.000 megawatts, três vezes mais do que todas as usinas em Niagara Falls, oito vezes o poder de Hoover Dam, e mais que o dobro da potência de todos as oito unidades de reatores na central nuclear da Usina Bruce , a maior da América do Norte. Se totalmente expandido para incluir todas as barragens planejadas originalmente, bem como o adicional “James Bay II”, o sistema gerará um total de 27.000 MW, tornando-o o maior sistema hidrelétrico do mundo.

    3. Barragem das Três Gargantas (Custo: US $ 25 bilhões)


  • País: China

  • Ano de conclusão: 2011 (esperado)

  • Custo: US $ 25 bilhões


  • Barragem das Três Gargantas é uma usina hidrelétrica que atravessa o rio Yangtze pela cidade de Sandouping, localizado no Distrito Yiling de Yichang, na província de Hubei, na China.
    O corpo da barragem foi concluída em 2006. Exceto por um elevador de navios, os componentes originais do projeto foram concluídos em 30 de outubro de 2008 quando 26 geradores começaram a operação comercial. Cada gerador tem capacidade de 700 MW. Seis geradores adicionais estão sendo implantados na usina de maneira subterrânea porém, não há expectativa de se tornar plenamente operacional até 2011.

    2. Itaipu (Custo: US $ 27 bilhões)


  • País: Brasil, Paraguai

  • Ano de conclusão: 1984

  • Custo: US $ 27 bilhões


  • Tele Itaipu é uma hidrelétrica no rio Paraná, localizada na fronteira entre Brasil e Paraguai. O nome “Itaipu” foi tirada de uma ilha que existia perto do local de construção. No idioma guarani, Itaipu significa “o som de uma pedra”. O compositor americano Philip Glass escreveu também uma canção sinfônica intitulada Itaipu, em honra a estrutura.
    A represa é a maior instalação de exploração hidrelétrica, em termos de capacidade de produção anual, gerando 94,7 TWh em 2008 e 91,6 TWh em 2009, enquanto a capacidade de produção anual da represa das Três Gargantas foi de 80,8 TWh em 2008 e 79,4 TWh em 2009. É um empreendimento binacional pelo Brasil e pelo Paraguai no rio Paraná no trecho de fronteira entre os dois países, 15 km (9,3 milhas) ao norte da Ponte da Amizade. As faixas do projeto de Foz do Iguaçu, no Brasil, e Ciudad del Este no Paraguai, no sul, até Guaíra e Salto del Guaíra, no norte. A capacidade instalada de geração da usina é de 14 GW, com 20 unidades geradoras que fornecem 700 MW cada uma com uma cabeça de projeto hidráulico de 118 m. Em 2008, a usina gerou 94.680 milhões de kWh de registro, fornecendo 90% da energia consumida no Paraguai e 19% do total consumido pelo Brasil.

    1. Estação Espacial Internacional (Custo: US $ 157 bilhões)


  • País: Canadá, da Agência Espacial Européia, Japão, Rússia, Estados Unidos

  • Ano de conclusão: 2011 (esperado)

  • Custo: US $ 157 bilhões



  • Estação Espacial Internacional (ISS) é um centro de investigação internacional desenvolvido, que está sendo montada na órbita da Terra. Em órbita a construção da estação começou em 1998 e a conclusão está prevista para final de 2011. A estação deverá manter-se em funcionamento pelo menos até 2015, e provavelmente até 2020. Com uma massa maior que a de qualquer estação espacial anterior, o ISS pode ser vista da Terra a olho nu, e é de longe o maior satélite artificial que já orbitou a Terra. A ISS serve como um laboratório de pesquisa que tem um ambiente de microgravidade, no qual as tripulações realizarão experimentos em biologia, química, biologia humana, física, astronomia e meteorologia. A estação possui um ambiente exclusivo para o teste dos sistemas de espaçonaves que serão necessárias para missões à ISS Marte e a Lua. A estação é operada pela tripulação da Expedição, com o programa de estação de manutenção que prevê uma presença ininterrupta humana no espaço desde o lançamento da Expedição em  31 de outubro de 2000, presença esta que já dura um total de quase 10 anos
    Postar um comentário

    COMENTE!!!!

    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...