segunda-feira, 18 de outubro de 2010

A que ponto chegamos?


No Haiti, a prática virou rotina. Para enganar a fome, homens, mulheres e crianças se acostumaram a mastigar bolachas feitas de areia, sal e gordura de animais. No mercado, um lote com três é vendido por 5 gourdes, a moeda local, o que dá cerca de R$ 0,25.
Com os altos preços dos alimentos, os haitianos mais pobres não podem pagar um prato de arroz diário, e alguns deles acabam adotando medidas desesperadas para matar a fome. Os biscoitos de lama são refeição diária na vida destas pessoas.
Charlene, uma jovem Haitiana de 16 anos, que aparece com o filho nos braços, disse que os biscoitos de lama são a única fonte alimentar de sua família. Ela costuma alimentar o bebê com areia e diz que os biscoitos costumam dar muitas dores no estômago, o que leva o seu bebê a chorar e se contorcer de dor.
Cerca de 80 por cento da população do Haiti vive com menos de 2 dólares por dia e uma pequena elite controla a economia.
O biscoito é feito da seguinte forma: As mulheres compram a terra, em seguida, retiram dela pedras e folhas, acrescentam água, sal e banha de porco.
Logo após, essa mistura é batida e colocada em pequenas formas onde permanecem secando ao sol escaldante. Quando estão secos, os biscoitos de areia são transportados em baldes para o mercado ou vendido nas ruas.
Os biscoitos tem um sabor desagradável e retiram toda a umidade da boca assim que tocam a língua, deixando apenas um gosto amargo de sujeira.
“Eu estou esperando que o dia em que eu vou ter comida suficiente para comer, então eu posso parar de comer estes”, disse Charlene. “Eu sei que isso não é bom para mim”.
li no issoébizarro
Postar um comentário

COMENTE!!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...