segunda-feira, 21 de março de 2011

A curiosa vida de um curandeiro que usa cobras no seu trabalho


No Sri Lanka, os curandeiros tradicionais gozam de plena confiança da população. Shami é um desses curandeiros. Ele é o principal profissional da região e herdou a técnica do seu avô e pai.
Apesar da aceitação popular, os negócios não vão muito bem, mas nada tira o brilho do seu trabalho. Hoje, ele ganha cerca de US$ 5 por cada demonstração com as cobras.



Se alguém não tomar um antídoto, a morte chega de 2-3 horas após a picada.



Ao todo, 98 tipos de cobras vivem no Sri Lanka.

Esta cobra tem veneno muito forte. Após 30 minutos, os rins começam a falhar.

Mesmo depois de tomar antídoto, algumas sequelas podem permanecer. Esse é como um dedo fica após uma mordida.


Krait da Índia é a maior cobra venenosa da ilha. A morte vem depois de 40 minutos.






Ela é a mais rápida. Se move a velocidade de 2 km / h. Vive em plantações de coco.

Esta pode chegar à 2 metros de comprimento. Tem dois dentes venenosos, mas não são perigoso para as pessoas.



Pithon.

Este é o pai de Shami. Ele tem 23 marcas de picadas em seu corpo.



Muitos remédios são feitos com seu veneno. Segundo eles, estas bolas fazem parar a dor de cabeça.
Postar um comentário

COMENTE!!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...