terça-feira, 13 de agosto de 2013

Possessões demoníacas: Mito ou Verdade?

 O corpo é capaz de várias coisas quando não se tem controle sobre ele… Difícil de entender (e até mesmo de explicar), mas espero que vocês compreendam o que eu quis dizer.
Assim como a existência de Deus é um elo de brigas entre igreja e ciências a existência do mal também é. Cientistas acreditam que essas possessões são tr
anstornos mentais apenas enquanto a igreja vem realizando exorcismo desde muito muito tempo. A esquizofrenia mesmo  tem “sintomas” bem parecidos com a possessão.
Eu, como não entendo BULHUFAS do assunto, usarei como base uma pesquisa de : DC. JOSÉ TENÓRIO NETO. Vou deixar o link aqui, caso vocês queiram ler mais sobre o assunto. A visão dele, apesar de não deixar isso em evidência nesse texto, é a de um católico por isso no final do post colocarei a visão de um cientista.
Sua pesquisa tem como base a vida de Anneliese Michel (Leiblfing, Alemanha, 21 de setembro de 1952, 1 de julho de 1976) uma jovem alemã de família católica que acreditava ter sido possuída por uma legião de demônios, tendo sido submetida a uma intensa série de sessões de exorcismo pelos padres Ernest Alt e Arnold Renz em 1975 e 1976. Sua vida inspirou o filme “O exorcismo de Emily Rose”
Em 1968, com apenas dezesseis anos, Anneliese começou a apresentar sintomas e comportamentos que foram diagnosticados a princípio como epilepsia aliada a um quadro aparente de esquizofrenia, após vários exames na Clínica Psiquiátrica de Würzburg.
Durante a noite, o corpo de Anneliese subitamente se tornava rígido, sentindo um enorme peso sobre o peito, além de uma total incapacidade de falar.
Anneliese foi então enviada para o internamento no Hospital Psiquiátrico de Mittleberg, onde ela permaneceu em tratamento intensivo durante um período de aproximadamente um ano. Quando finalmente recebeu alta, foi ainda capaz de completar os seus estudos secundários e matricular-se na Universidade de Würzburg, onde iniciou os seus estudos em pedagogia.
Entretanto, durante todo esse tempo, Anneliese afirmava continuar escutar vozes ameaçadoras que diziam que ela “queimaria no Inferno” e ter visões assustadoras que ela mesma atribuiu a uma possessão demoníaca. Sem que os médicos encontrassem uma cura definitiva e sem uma explicação satisfatória para os sofrimentos da jovem, os seus pais começaram a cogitar que sua filha, de fato, estava possuída por alguma força sobrenatural maligna. Anneliese agora tinha visões de faces demoníacas durante as suas preces diárias, enquanto aumentava a sua intolerância a lugares e objetos sagrados e mergulhava cada vez mais em crises depressivas.
Durante todo esse período de tempo e até perto do final das sessões de exorcismo, Anneliese foi medicada com poderosos psicotrópicos. No início com Aolept (periciazina), que evita as convulsões por meio de sua ação direta no sistema nervoso, e depois com Tegretol (carbamazepina). A medicação se revelou ineficaz em deter as convulsões e fazer desaparecer as visões e vozes, que se tornaram mais e mais freqüente para a jovem Anneliese.
Bom, até aqui pra mim, apesar do sofrimento da garota e DESCONSIDERANDO a dor causada por todo esse sofrimento seja lá o que for ainda não é forte o bastante para afirmar com toda certeza do mundo de que era uma possessão demoníaca  já que, como eu disse, o corpo é capaz de muita coisa que nós mesmo desconhecemos. Visões, vozes, nada que uma doença mental não possa fazer e, quanto ao medicamento, me assusta um pouco, mas não seria a primeira vez que um remédio falhava.
OBS.
COMO AGE O REMÉDIO :
Bloqueia os impulsos gerados pela dopamina nas sinapses, parecendo ser este o mecanismo antipsicótico. Tem também fortes efeitos antiemético, anticolinérgico, hipotensor e sedativo; tem efeito extrapiramidal médio. As fenotiazinas diminuem o limiar convulsivo, suprimem o reflexo da tosse e aumentam a concentração de prolactina.
Após não surgir efeito os medicamentos e a internação os pais de Anneliese procuraram um padre. Por essa época, Anneliese já tinha assumido um comportamento cada vez mais irascível. Ela insultava, espancava e mordia os outros membros da família, além de dormir sempre no chão e se alimentar com moscas e aranhas, chegando a beber da própria urina. Anneliese podia ser ouvida gritando por horas em sua casa, enquanto quebrava crucifixos, destruía imagens de Jesus Cristo e lançava rosários para longe de si. Ela também cometia atos de auto-mutilação, tirava suas roupas e urinava pela casa com freqüência.
No rito do exorcismo o padre deve portar um crucifixo e uma Bíblia, para poder utilizar as palavras ditas por Jesus Cristo com precisão. Deve fazer o sinal da cruz, abençoar a pessoa possuída e aspergir sobre ela água benta. O padre então ordena com fé e firmeza que o demônio deixe o corpo do possesso e ora pedindo pela salvação da vítima em nome de Jesus Cristo. As orações denunciam a ação maléfica de Satanás e rogam pela misericórdia de Deus. Normalmente, os padres levam o possesso para uma igreja ou capela, onde podem realizar o rito reservadamente, apenas com a presença dos familiares. As sessões de exorcismo não têm um prazo de duração específico, podendo se estender durante horas, dias ou meses.
No caso de Anneliese, as 67 sessões de exorcismo que se seguiram, numa freqüência de uma ou duas por semana, se prolongaram inicialmente por cerca de nove meses, durante os quais ela muitas vezes tinha que ser segurada por até três homens ou, em algumas ocasiões, acorrentada. Ela também lesionou seriamente os joelhos em virtude das genuflexões compulsivas que realizava durante o exorcismo, aproximadamente quatrocentas em cada sessão.
Nessa parte surge uma duvida que muitas vezes é o argumento de alguns católicos. Como uma mulher frágil  machucada e debilitada conseguiu força para precisar de 3 homens segura-las? Bom gente, mais uma vez “O corpo é capaz de muita coisa”. Mas, essa parte me deixou um pouco na dúvida. Ela deveria precisar de uma energia que, acredito, moscas e aranhas não dão a uma mulher. Realmente, incrível.
Nas sessões, que foram documentadas em quarenta fitas de áudio para preservar os detalhes, Anneliese manifestou estar possuída por, pelo menos, seis demônios diferentes, que se autodenominavam Lúcifer, Caim, Judas, Nero, Hitler e Fleischmann, um padre caído em desgraça no século XVI.
Todavia, o Rituale Romanum, assim como o tratamento com psicotrópicos, também não surtiu o efeito desejado.
Em 1 de julho de 1976, no dia em que Anneliese teria predito sua liberação, morreu enquanto dormia. À meia-noite, segundo o que afirmou, os demônios finalmente a deixaram e ela parou de ter convulsões. Anneliese foi dormir exausta, mas em paz, e nunca mais acordou, falecendo aos 23 anos de idade. Aautópsia considerou o seu estado avançado de desnutrição e desidratação como a causa de sua morte por falência múltipla dos órgãos. Nesse dia, o seu corpo pesava pouco mais de trinta quilos.

Um caso mais “atualizado” ocorreu na Italia em 2003.
Esse último um vídeo que mostra um rapaz que supostamente foi possuído por um demônio (meio difícil de acreditar, mas coloquei só pelo papel que cai ali)
Por último queria deixar uma notícia que deu maior BAFAFA. Um homem comeu o próprio filho num ritual satânico. O fato ocorreu na Província do Oeste de Nova Guiné (Obrigada pela correção). O pior: Ele fez isso em frente a uma multidão.
pai34
Aqui eu trago uma visão cientifica sobre possessão:

A possessão demoníaca não é um diagnóstico psiquiátrico ou médico válido e reconhecido pelo DSM-IV e CID-10. Aqueles que professam a crença em possessões demoníacas por vezes descrevem sintomas que são comuns a várias doenças mentais, como histeria, mania, psicose, síndrome de Tourette, epilepsia, esquizofrenia ou transtorno dissociativo de identidade.Em casos de transtorno dissociativo de identidade em que a personalidade é questionada quanto à sua identidade, 29% são relatados como possessões de demônios. Além disso, há uma forma de monomania denominada “demoniomania” ou “demonopatia” em que o paciente acredita que está possuído por um ou mais demônios.



Postar um comentário

COMENTE!!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...