domingo, 8 de setembro de 2013

Aberrações curiosas e anormais ANIMAL



A natureza realmente é surpreendente, acho que ainda não conhecemos nem 1% destas que chamo aberrações curiosas e anormais algumas nem tanto, mas exóticas sim.
Nos últimos anos estamos vivenciando descobertas extraordinárias em relação a este universo em que vivemos em particular a nossa maravilhosa terra.


Em “Nova Guiné a ilha adormecida” artigo recentemente abordado aqui no Mult-focos.
Podemos comprovar a magnitude deste planeta mãe que tanto exploramos e danificamos, mas que sempre esta oferecendo descobertas fantásticas e únicas aos nossos olhos.
No artigo de hoje retrato criaturas que talvez jamais tenha visto e alguns fazem indagarmos o porquê, qual a inspiração do criador;
Somos curiosos por natureza e por isto que venho compartilha estas aberrações curiosas do criador confira.




Diabo-espinhoso: (Moloch horridus) é a unica espécie do
género Moloch. É um pequeno réptil existente
na Austrália cuja dieta consiste somente em formigas.





Narval: cetáceo de grande porte, com 4 a 5 metros de
comprimento e cerca de 1,5 toneladas de peso. Tem uma
coloração branca e cinza marmórea e é desprovido de barbatana
dorsal. O dimorfismo sexual na espécie é bastante pronunciado e
manifesta-se no dente incisivo superior esquerdo dos machos, que
se encontra enrolado em espiral e que se projeta como um chifre.
Este dente é feito de marfim e pode atingir até 3 metros de
comprimento.



Ocapi: (Okapia johnstoni) é uma das duas espécies
remanescentes da família Giraffidae, sendo a outra a girafa.
É nativo das florestas úmidas do nordeste da República
Democrática do Congo, e era conhecido somente pelos habitantes
locais até 1901. Esta obscuridade levou a Sociedade de Criptozoologia a adotá-lo como seu emblema

.



Cegonha-bico-de-sapato: (Balaeniceps rex) é uma ave de
bico grosso, grande, largo e comprido, que lhe confere a aparência
de um cetáceo. Vive em regiões pantanosas localizadas no centro
do continente africano. Alimenta-se, basicamente, de peixes e rãs.





Nasikabatrachus sahyadrensis: é uma espécie
de anfíbio anuro endêmica dos Gates Ocidentais do sul da Índia.
É a única espécie descrita para o gênero Nasikabatrachus, que
por sua vez é o único gênero da família Nasikabatrachidae.
A espécie foi descoberta em outubro de 2003 e é considerada
um fóssil vivo.





Saiga: Saiga tatarica)é uma espécie de antílope que habita
certas áreas da Ásia, principalmente o deserto de Gobi.




Pacu: habitantes de Pápua Nova Guiné chamam esse peixe de
“cortador de bolas”, uma indicação de que homens devem tomar
muito cuidado na hora de nadar por lá além disto o perigo aumenta
pois existem Pacu grande e Pacu pequeno.




Tubarão-duende: O tubarão-duende (Mitsukurina owstoni) é
uma espécie que habita nas águas profundas, raramente é visto
com vida.Atinge até 4 metros de comprimento. Vivem bem no
fundo do mar, já foi encontrado a 1200 metros de profundidade,vive
no oeste do oceano Pacíficoe a oeste do Índico e a leste e oeste
do oceano Atlântico.




Sanguessuga T- Rex: Esse sanguessuga, chamado cientificamente de Tyrannobdella rex, foi encontrado na parte peruana da Amazônia. Eles têm sete centímetros de comprimento mas dentes muito longos, que lhe deram o apelido de “T-Rex”.





Atretochoana eiselti: (do grego: Atretos, imperfuração + choanae, funil; eiselti em homenagem a Josef Eiselt) é uma espécie de anfíbio gimnofionoda família Typhlonectidae. Apenas cinco espécimes são conhecidos em coleções de museus. O holótipo provém da América do Sul, mas a localização específica é desconhecida. Os demais exemplares são provenientes do Brasil e, possivelmente, pode ocorrer também na Bolívia. A espécie é o maior tetrápode sem pulmões conhecido.

Postar um comentário

COMENTE!!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...