quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Assassinas A fera da Penha-RJ




Esse caso chocou o Rio de Janeiro na década de sessenta,era uma época em que a violência não era tão evidente e as pessoas ainda podiam confiar em estranhos deixando-os entrarem em suas casas.
Um crime cometido por inveja,vingança e um coração muito,muito partido,pessoas fora de si são capazes de cometer loucuras para sanar uma impetuosidade momentânea,conheçam a história da Fera da Penha,um dos casos de sequestro que mais chocou o país na década de 60.



Neide Maia Lopes a fera da Penha
Antonio a esperava na saída do trabalho quase todos os dias e a relação dos dois foi ficando cada vez mais séria,até que um dia enquanto Neide saia para almoçar encontrou com um amigo de seu amante e o mesmo lhe disse que Antonio era casado e tinha duas filhas.
Neide não acreditou,mas mesmo assim perguntou para o seu amante que negou tudo.
Ainda não satisfeita depois de um tempo voltou a perguntar e Antonio irritado passou seu endereço a Neide acreditando que ela jamais conferiria se era verdade,mas ledo engano Neide não apenas confirmou o endereço como se tornou amiga da mulher de Antonio e a partir daí teve inicio a sua obsessão.
Passado algum tempo Neide engravidou e contou ao amado que não gostou muito da ideia,sugerindo que ela abortasse a criança,mas como Neide não quis,ele passou a evitá-la quase não se encontrando mais com ela,mas um dia Antonio apareceu e a convidou para ir a casa de um amigo,ela estranhou a amabilidade mas mesmo assim entrou no carro e foi,mas acabou desmaiando devido ao cheiro de alguma substancia forte e quando acordou,estava sentindo fores dores e estava sangrando,Antonio a havia levado a uma clinica de aborto.
A partir desse momento o ódio se juntou a obsessão de Neide e ela decidiu que se vingaria.
Um dia ela liga para escola de Taninha,filha de Antonio,se passando pema mãe da pequena,dizendo que precisaria ir ao médico e que uma vizinha pegaria a garotinha na escola,Neide chegou na escola se dizendo chamar Odete e levou a criança embora.
A mãe de Taninha, Nilza ,nesse dia foi levar um lanche para a filha e a diretora estranhou quando a mãe chegou na escola,porque havia ligado dizendo que iria ao médico e assim que soube o que havia acontecido correu para a 24°DP para dar queixa do desaparecimento da filha.


Taninha filha de Antonio e Nilza
Não passou pela cabeça dos pais que a criança poderia estar com Neide.
Nesse mesmo dia as 16:00 um radialista chamado Saulo Gomes,foi avisado e noticiou o sequestro da menina Taninha.
Neide aquela hora tinha acabado de comprar pirulitos e água para a menina e a estava levando em direção há um apartamento de uma amiga,que não sabia de nada do que estava acontecendo.
Neide decidiu ligar para a família e avisar sobre o sequestro,mas ninguém conseguiu reconhecer sua voz.

Nesse mesmo dia Neide ficou com a garota na casa da amiga até as 20 hrs,depois saiu com a menina e ficou perambulando até que encontrou um terreno baldio e jogou a criança que ao cair no chão bateu e machucou as costas,no momento em que Taninha começou a chorar Neide deu um tiro em sua cabeça e logo em seguida jogou álcool e ateou fogo a criança ainda viva.


Taninha encontrada parcialmente queimada
Perto do terreno havia um abatedouro,onde funcionários escutaram tiros e foram correndo ver o que havia acontecido e viram Neide correr em direção oposta. Taninha tinha apenas quatro anos.
Antonio a essa altura já havia ligado para a delegacia,onde confessou ser amante de Neide e que ele acreditava que ela não faria nada com a criança,mas pediu para que o jornalista e o delegado não contasse sobre o seu caso extra conjugal para sua esposa.
Logo delegado e jornalista seguiram para casa de Neide onde os pais da mulher se assustaram ao saber que a filha era suspeita de um sequestro.
Neide foi presa assim que chegou na casa dos pais e a única coisa da qual reclamou foram dos sapatos que estavam enlameados.
Na delegacia foram encontrados uma Taurus e uma Garrucha 320 dentro da bolsa de Neide.
Na delegacia a cara de pau de Neide chocou os policiais,quando ela disse que tinha sequestrado a criança a mando do amante de Nilza ,esposa de Antonio e foi onde Nilza descobriu a traição de seu marido e algum tempo depois souberam que o corpo da filha havia sido encontrado.
Neide foi presa e a confirmação de que seria a assassina da criança só veio depois quando ligaram os sapatos sujos de lama ao local em que a criança foi encontrada,Neide ainda foi levada ao local do crime,onde não suportou ver o que tinha feito,mas quando chegou novamente a delegacia negou toda e qualquer acusação.Ela só confessou quando foi entrevistada pelo radialista Saulo Gomes.
Ela foi presa e condenada a 33 anos de prisão,mas saiu com 15 por bom comportamento.
Neide enquanto esteve presa escreveu um diário onde pedia que Taninha protegesse as crianças de onde estivessem e ainda enquanto esteve presa gostava de 'brincar' com bonecas fazer roupinhas.
O túmulo de Taninha está localizado no cemitério de Inhaúma e até hoje é visitado.
Postar um comentário

COMENTE!!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...