quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Porfiria – A doença dos vampiros e lobisomens!


O nome Porfiria deriva da palavra “roxo”, pois é a cor que os flúidos corporais das pessoas doentes assumem durante uma crise. É uma doença que pode ser tanto genética como adquirida ao longo da vida, se manifesta com diversas intensidades, e uma característica é apresentar “picos” de atividade, como se fossem crises onde os sintomas chegam ao seus níveis máximos.
A principal causa é a deficência enzimática que acarreta a maior liberação da substânciaporfirina pela urina, esta em questão é um dos elementos colorantes que caracterizam a doença. Os danos podem ser tanto cutâneos como até afetar órgãos internos com terríveis dores abdominais e até danos neurológicos severos. Uma das causas mais prováveis para a manifestação genética são os casamentos consanguíneos, o que justificava os altos indíces de pessoas dentes na região de Europa em séculos passados. Muitos membros da Família Real Inglesa sofreram por este fato.
Devido aos seus sintomas as pessoas eram caracterizadas como sendo vampiros e lobisomens.
Por consequência de uma severa anemia a pele apresenta-se muito pálida, e pode contermanchas vermelhas provenientes da disfunção de pigmentos sanguíneos. Sair ao Sol causa danos pela extensão da sensível camada cutânea, por isso os hábitos noturnosdos doentes se intensificam. Relatos contam que a ingestão de sangue de animais era uma maneira de se esquivar dos terríveis sintomas da anemia.
produção de pelos pelo corpo aumenta, como uma medida do nosso organismo para proteger a pele degradada, o rosto dos enfermo pode chegar a ficar coberto de pelos, assemelhando-se à uma fera. Essa corrosão dos tecidos é mais frequente na região dos lábios, o que deixa os dentes expostos, dentes estes muitas vezes já apodrecidos.
Pessoas  com a doença viviam excluídas da sociedade, principalmente por apresentarem sérios distúrbios psicológicos em casos mais graves, como loucura, tendências suicidas, depressão e agressividade. Ficavam tão debilitadas que chegavam aandar sobre pés e mãos, assim como animais salvagens.
As crises da doença podem ser desencadeadas pela ingestão de bebidas alcoólicas, alguns remédios e até certos alimentos, como, por exemplo, o alho. É deste último fato que entendemos o motivo do “medo” que os vampiros sentem de alho.
Podemos ver na foto acima a presença demasiada de pelos pelo rosto da pessoa.
Resumindo a relação entre vampiros e lobisomens: Nos primeiros estágios da doença atribuiam aos doentes o título de vampiros, enquanto ainda sociáveis. Assim que os danos se intensificavam e a pessoa se excluía da sociadade ela “virava” um lobisomem.

e voce ainda reclama da vida...

li no issoébizaro
Postar um comentário

COMENTE!!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...